Tablet mais barato do mundo pode chegar ao Brasil

«

»

dez 14

Tablet mais barato do mundo pode chegar ao Brasil

A empresa indiana DataWind quer utilizar os benefícios das leis de isenção fiscal para produção do equipamento em terras brasileiras

A fabricante indiana DataWind, dona do tablet mais barato do mundo, pode trazer o aparelho ao Brasil. A empresa quer utilizar os benefícios das leis de isenção fiscal para produção do equipamento em terras brasileiras.

Tablet mais barato do mundo pode chegar ao Brasil, DataWind, UbiSlate, Aakash, tablet, Android, Mercado, lançamento
O UbiSlate ou “Aakash”, é voltado para estudantes e produzido na Índia com subsídio governamental

O UbiSlate ou “Aakash”, é voltado para estudantes e produzido na Índia com subsídio governamental. O modelo mais popular custa 2.500 rupias indianas, o equivalente a R$87. O UbiSlate 7 vale 2.999 Rs, R$105.

O “Aakash” tem Android 2.2, possui WiFi, bateria de 2.100 mAh. O “UbiSlate 7″ chega ao mercado em janeiro de 2012 vem com Android 2.3, WiFi, bateria de 3.200 mAh e pode também funcionar como celular.

“Os ricos têm acesso ao mundo digital, os pobres e comuns têm sido excluídos. O Aakash terminará com a divisão digital”, disse o ministro das Telecomunicações e da Educação, Kapil Sibal, à Reuters, quando o país recebia 100 mil unidades do aparelho destinados a estudantes.

Segundo o presidente da empresa, Suneet Singh Tuli, países como Tailândia, Trinidad e Tobago, Turquia, Egito, Panamá e Sri Lanka também dialogam com a com a fabricante.

Além da receita proveniente do aparelho (hardware), espera-se sucesso em ralação ao sistema operacional (software). A DataWind consegue que o produto seja mais barato, pois a estrutura dos tablets transferem o processamento para a nuvem, por meio de servidores.

FONTE/AUTOR: adNews

Textos Relacionados:

2 comentários

  1. lidia

    quando vai chegar ao brasil e quanto custa

  2. Fabio

    Oi Lidia,

    Segundo o site adNews, o tablet indiano é voltado para estudantes e produzido na Índia com subsídio governamental. Sem esse subsídio não temos ideia do preço e do interesse de venda para o resto do mundo. Apenas alguns países, Tailândia, Trinidad e Tobago, Turquia, Egito, Panamá e Sri Lanka dialogam com a com a fabricante para a produção subsidiada. Portanto não espere que o tablet seja vendido por aqui tão cedo.
    Espero ter ajudado.
    Fabio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>