HP nomeia Meg Whitman como presidente-executiva

«

»

set 23

HP nomeia Meg Whitman como presidente-executiva

A ex-presidente-executiva do eBay assumirá o comando da empresa no lugar de Léo Apotheker. Whitman entrou para a HP no começo do ano depois de concorrer ao cargo de governador da Califórnia no ano passado.

A HP anunciou nesta quinta-feira (22) a demissão de seu presidente e executivo-chefe Léo Apotheker. A estratégia, que tem efeito imediato, confirmou notícias anteriores da iminente mudança.

"Estamos em um momento crítico e precisamos renovar a nossa liderança para implementar a nossa estratégia com sucesso. Assim, poderemos ter vantagens nas oportunidades de mercado", disse Ray Lane, que se tornou presidente do conselho de diretores da empresa, segundo anúncio também feito nesta quinta.

Whitman respondeu que está honrada em comandar a HP. "Eu acredito que a empresa tem  relevância e importância no Vale do Silício", disse.

HP nomeia Meg Whitman como presidente-executiva, HP anuncia troca de presidente por ex-executiva do eBay, Meg Whitman,
Meg Whitman, a nova executiva-chefe da HP (Foto: /Jose Luis Villegas/HP)

Apotheker comandou a maior fabricante de PCs do mundo durante cerca de um ano. "Nós agradecemos a Léo por seus esforços e seu trabalho na HP, mas o conselho acredita que o trabalho de executivo-chefe da HP agora requer outros atributos", disse Lane, sobre a saída do executivo.

Boatos sobre a saída de Apotheker surgiram na tarde da última quarta-feira (21), quando uma fonte familiarizada com o assunto disse à Reuters que o conselho da empresa considerava a demissão do executivo-chefe da empresa.

A HP enfrenta uma série de processos de acionistas por conta de suas recentes decisões estratégicas e como as comunica. A empresa anunciou recentemente que poderia se desfazer de sua divisão de fabricação de PCs para se concentrar no mercado corporativo e de serviços. A linha de tablets e celulares também foi cortada recentemente.

Está nos planos do Conselho nomear um diretor independente. Mas o grupo não estava se preparando para fazer mudanças em sua estratégia, afirmou uma fonte.

Isso contraria especulações em Wall Street de que a saída de Apotheker –que faz dele o terceiro presidente-executivo da HP a ser demitido– poderia levar à reavaliação de importantes decisões tomadas durante seu mandato.

Elas incluem uma possível separação de sua unidade de computadores pessoais –maior do mundo– e os planos de aquisição da desenvolvedora britânica de software Autonomy, cujo preço pode ter sido muito alto na opinião de alguns investidores.

FONTE/AUTOR: Reuters

Textos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>