Android toma mercado de RIM, Microsoft e Palm

«

»

abr 06

Android toma mercado de RIM, Microsoft e Palm

De acordo com os últimos números da comScore, plataforma da Apple corre risco de perder mercado para sistema do Google

No período de três meses entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011, a consultoria comScore mostra o aumento de sete pontos percentuais da plataforma Android na prefrência dos usuarios, passando de 26% para 33% no mercado de smartphone dos Estados Unidos. A plataforma apropriou-se de parte da parcela da Research In Motion, que perdeu 4,6 pontos percentuais e foi de 33,5% para 28,9% no mercado americano.

O Android também abocanhou de parte da parcela da Microsoft e Palm, apesar do fato do Windows Phone 7 ter sido lançado no final de 2010 e o Palm (agora propriedade da HP) ter apresentado o novo smartphone pela rede Verizon dentro desse período de três meses examinado pela comScore.

A razão por trás do sucesso do Android é simples. Os fabricantes de hardware estão apoiando sua estratégia em dispositivo na plataforma do Google para smartphones, lançando artigos estimulantes, praticamente, toda semana. A RIM não apresenta um dispositivo significativo desde agosto de 2010, quando anunciou o Torch. Com exceção de algumas especulações sobre as linhas Curve e Bold, nos últimos seis meses, a empresa foca toda a sua energia no tablet PlayBook. Essa estratégia custou à empresa uma parcela de mercado no segmento no qual costumava ser líder.

O crescimento da Apple no mercado de smartphone estagnou. No mesmo período de três meses, subiu apenas de 25% para 25,2% – mas pelo menos não perdeu a parcela no mercado. É óbvio que o Android e os excelentes dispositivos que o embarcam no mercado de fabricantes, como Samsung, Motorola, HTC e outros, afeta a escolha das plataformas. O próximo iPhone – seja lá quando for lançado – precisa se destacar  para a empresa manter o mercado que já tem. Se não oferecer um especificação e recurso significativo, a empresa perderá a parcela de mercado para o Android.

É difícil entender a queda da Microsoft. O Windows Phone 7 foi lançado em novembro de 2010 nos Estados Unidos. Apesar de a empresa não ter compartilhado o número de vendas para usuários finais, deixou claro que havia disponibilizado dois milhões de smartphones no mercado. Também continua a vender aparelhos com base em Windows Mobile 6.x para empresas. Não é nada encorajador ver essa queda apesar do lançamento de uma plataforma nova.

A Palm/HP continua na pior posição. Com uma queda de 3,9% para 2,8% do total do mercado, as vendas da empresa foram reduzidas em 25% entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011. A Palm lançou o Pre2 na rede Verizon no final de janeiro. Era esperado um aumento, mas ele simplesmente não aconteceu. E não ajudou em nada o fato do Pre2 só chegar às prateleiras da Verizon depois do anúncio do Verizon iPhone.

No que concerne aos fornecedores de dispositivos, a Samsung está em primeiro lugar, com 24,8% dos usuários nos Estados Unidos alegando possuir um dispositivo da marca. Surpreendentemente, a LG é a segunda colocada, com 20,9%; a Motorola está com 16,1%; a RIM, com 8,6% e, a Apple, com 7,5% (esses dados incluem todos os celulares, não apenas os smartphones).

A ComScore observou que a versão Verizon do Apple iPhone 4  foi o dispositivo mais adquirido durante o mês de fevereiro.

FONTE/AUTOR:  Eric Zeman para InformationWeek EUA

Textos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>