Microsoft tenta tirar Androids da Motorola do mercado em briga de patentes

«

»

ago 24

Microsoft tenta tirar Androids da Motorola do mercado em briga de patentes

O diretor legal da Microsoft, David Howard, está confiante de que o órgão decidirá a seu favor

Advogados da Motorola e da Microsoft se encontraram nesta segunda-feira no tribunal do International Trade Commission (ITC) para resolver um processo, aberto ano passado, por infração de patentes. A Microsoft, que entrou com o processo de acusação, aproveitou a reunião para fazer o pedido de bloqueio de vendas e importação dos smartphones da Motorola que infringem suas patentes.
Segundo a gigante de software, a fabricante de smartphones vendia (e ainda vende, em alguns casos) aparelhos Android que infringem, no total, sete patentes que lhes pertencem. Essas patentes estariam relacionadas ao modo como smartphones sincronizam calendários, contatos e e-mails, além de incluir notificações sobre mudanças no nível de bateria e sinal do celular.

O processo foi aberto em outubro do ano passado, mas apenas nesta segunda-feira ela começou a ser julgada pelo ITC, órgão responsável por julgar casos envolvendo subsídios, importações ou patentes de produtos.

Segundo a Microsoft, os aparelhos Droid 2, Droid X (a linha Droid é conhecida como Milestone no Brasil), Cliq XT, Devour, Backflip e Charm são alguns dos que infringem as patentes, e por isso devem ser barrados.

O diretor legal da Microsoft, David Howard, está confiante de que o órgão decidirá a seu favor, citando que “temos a responsabilidade de proteger nossa propriedade intelectual”.

O caso será resolvido pelo ITC até o dia 5 de março, mas um juiz responsável por ele vai decidir se aceita o pedido da Microsoft antes disso, no dia 4 de novembro. Até lá, a Motorola precisa convencer o órgão que nenhuma das sete patentes da Microsoft está sendo infringida. E como a compra pelo Google ainda não foi concluída, a gigante das buscas não vai poder ajudar muito por enquanto.

FONTE/AUTOR: 180graus

Textos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>