Em duas semanas, Kindle Fire já é o segundo tablet mais vendido

«

»

dez 05

Em duas semanas, Kindle Fire já é o segundo tablet mais vendido

Apenas duas semanas depois de começar a ser vendido, o Kindle Fire, da Amazon, assume o posto de vice-líder no mercado mundial de tablets

Apenas duas semanas após seu lançamento nos Estados Unidos, o Kindle Fire já é o segundo tablet mais vendido no mundo. Nas contas da empresa de pesquisas de mercado IHS iSuppli, o tablet da Amazon ultrapassou todos os rivais com o sistema Android e só perde, em vendas, para o iPad 2.

Em duas semanas, Kindle Fire já é o segundo tablet mais vendido, Amazon, Kindle fire, tablet, mercado

iSuppli diz que a Amazon deve vender 3,9 milhões de tablets neste trimestre, o que lhe dá uma participação de 13,8% no mercado. É um número impressionante para quem acabou de chegar à disputa. A Apple continua liderando com folga esse mercado, com previsão de venda de 18,6 milhões de unidades do iPad 2 no trimestre, 65,6% do mercado.

A Samsung, que ocupava o segundo lugar, cai para o terceiro com a ascensão da Amazon. A empresa coreana deve vender 1,4 milhão de aparelhos da sua linha Galaxy Tab, ficando com 4,8% de participação. Mas ela corre o risco de perder até essa posição em 2012. A distância entre ela e a Barnes & Noble, que está em quarto lugar com 4,7% do mercado, vem caindo nos últimos meses. A quinta colocada é a HTC, com 1,3%.

Os baratinhos avançam
Amazon e Barnes & Noble têm estratégias similares. As duas têm no preço baixo seu principal atrativo. A Amazon vende o Kindle Fire por 199 dólares, 40% do preço do iPad mais barato. O Nook Tablet, da Barnes & Nobel, custa 50 dólares a mais mas tem maior capacidade de memória.

Ambos são tablets muito enxutos, que oferecem simplicidade e acesso fácil ao conteúdo online.E estão à venda apenas nos Estados Unidos. Isso significa que, mesmo que o ritmo de crescimento diminua no mercado americano, essas empresas podem ampliar bastante suas vendas levando os produtos a  outros países.

A iSuppli diz que a chegada do Fire contribuiu para acelerar o crescimento das vendas totais de tablets. O preço baixo do modelo da Amazon atraiu consumidores que estavam fora desse mercado por considerar produtos como o iPad 2 e o Galaxy Tab caros demais. O sucesso da Amazon também criou uma segmentação no mercado, dividindo-o em duas faixas distintas.

A estimativa é que o ano termine com 64,7 milhões de tablets vendidos no mundo, contra 17,4 milhões em 2010. A iSuppli prevê que o volume de vendas chegue a 287 milhões de unidades em 2015. A empresa revisou para cima suas previsões em função do sucesso do Kindle Fire.

iPad 3 e Windows 8
Mas o futuro está longe de ser um caminho fácil para a Amazon. A Apple deve anunciar o iPad 3 no primeiro trimestre de 2012, com tela de alta resolução similar à Retina Display do iPhone 4 e do 4S. É bastante provável que a empresa baixe o preço do iPad 2 e continue vendendo esse modelo como uma opção mais barata. É o que ela tem feito na linha iPhone, onde os modelos 4S, 4 e 3GS convivem nas lojas, atendendo a diferentes faixas de preço.

Um outro estudo, do Boston Consulting Group, aponta que mais de cem modelos de tablets foram anunciados neste ano. A empresa fez uma pesquisa nos Estados Unidos que trouxe um resultado inusitado: 53% dos participantes querem ter o Windows no tablet. Na China, o percentual é 44%. Esses números sugerem que o Windows 8, que deve sair em 2012, poderá ser um concorrente mais forte do que se pensava nesse mercado.

FONTE/AUTOR: Exame.com

Textos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>