Vem aí o Toughpad A1, tablet Panasonic, preparado para guerra!

Vem aí o Toughpad A1, tablet Panasonic, preparado para guerra!

A Panasonic lançará no Brasil o Toughpad A1, espécie de iPad preparado para a guerra, em outubro deste ano, com vistas nas companhias com trabalho de campo "hostil".

"Ele é só um pouquinho mais grosso que os outros tablets (tem 1,8 cm de espessura, ante 0,9 cm do iPad). Acho que o consumidor comum também pode se interessar pelo tablet", diz João Alberto Rodrigues Simões, responsável pelo lançamento.

toughpad A1 panasonic

As especificações do aparelho, que roda Android 4.0, são de fato semelhantes às dos tablets fisicamente mais frágeis: ele tem tela de 10,1 polegadas, resolução de 1.024×768, 16 Gbytes de memória interna e processador de 1,2 GHz com núcleo duplo.

Contudo, o principal público-alvo do Toughpad é o corporativo, segundo Simões –que é gerente de operações de computadores e tablets da Panasonic Brasil.

A tela, sensível ao toque, pode ser operada pela caneta "stylus" que acompanha o computador, para facilitar trabalho com luvas.

"Setores automobilístico, de segurança pública, petróleo, mineração, petroquímico e as Forças Armadas são exemplos de interessados no Toughpad", diz. "Fui contratado para expandir o sucesso da linha robusta nos EUA para a América Latina, inclusive o Brasil."

Os computadores Toughbook, diz Simões, têm 72% de participação de mercado no nicho de computadores resistentes americano.

No Brasil, a polícia militar rodoviária do Paraná passou a usar computadores da marca em rondas e blitze em dezembro de 2011.

Fabricado no Japão, o A1 tem todas as peças –salvos a memória interna e o processador– feitas pela própria Panasonic. "Até os robôs que o montam são feitos pela empresa", gaba-se Simões.

O executivo diz que, além das conectividades Wi-Fi e 3G, é possível inserir um módulo de GPS para georreferenciamento.

A proteção do tablet contra quedas de até 1,2 m, à chuva e a temperaturas extremas se dá por conta de um processo de fabricação meticuloso e de carcaça com liga de magnésio. O peso é relativamente elevado, com 960 g (ante 662 g do iPad).

O Toughpad custará entre US$ 3.000 e US$ 3.500, segundo a empresa. Entre abril e maio do ano que vem, uma versão de 7 polegadas, intitulada Toughpad B1, será lançada no país.

FONTE: FOLHA DE S.PAULO, versão eletrônica

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.